SÍRIUS - O MISTÉRIO REVELADO - DHARMADHANNYA


Sirius

Chohans do 1º Raio (Azul) da Fraternidade Azul de Sírius e mestres na Fraternidade Branca da Terra. São os guardiões da Chama Eterna do Raio Azul da Vontade Divina, da Fraternidade, da Luz e da Verdade, de Sírius.

Ajudam a entrar em contato com o Computador Central de Sírius, a fim de entrarmos em contato com o Túnel do Tempo: passado, presente e futuro - redirecionando nosso sistema Solar com o Plano Divino de Criação e da Formação, até atingir o Plano da Perfeição no físico.
Conceição Vitor - "Consciências de Sírius"




Extratos da "Doutrina Secreta" e "Tratado sobre o Fogo Cósmico"

1.            “Sírio foi chamado ‘Estrela do Cão’. Era a estrela de Mercúrio, ou Buda, chamado ‘o Grande Instrutor da Humanidade.” (D. S. II, 391)

2.            “O sol, Sírio, é a fonte da mente logóica (manas), no mesmo sentido em que as Plêiades estão vinculadas à evolução da mente dos 7 Homens Celestiais, e Vênus é responsável pela chegada da monto á cadeia terrestre.” (F. C., 347)

3.            “Sírio, as Plêiades e o nosso Sol formam um triângulo CósmlCo” (375)
Sirius, as Plêiades e o nosso Sol formam um Triângulo Cósmico
Sirius influencia todo o nosso Sistema Solar através de Urano, Netuno e Saturno.

4.            “Nosso sistema solar está negativamenfe polarizado em relação ao sol Sírio, o qual influencia psiquicamente todo sistema, via os três esquemas sintetizadores: Urano, Netuno e Saturno.” (378)
660   5. “Vibrações vindas de Sírio chegam a nós, via o plano cósmico
mental.” (553)

6.            “Os Senhores do Carma de nosso sistema são regidos por um Senhor do Carma maior de Sírio. Somos governados pelo Senhor do Carma de Sírio. (570)

7.            “A consciência do plano mental cósmico é a meta a ser alcançada pelo nosso Logos solar. O Logos de Sírio representa para o nosso Logos solar o mesmo que o Ego humano (ou alma) é para a personalidade humana.” (592)

8.            “Três constelações estão vinculadas ao quinto princípio logóico, em sua tripla manifestação: Sírio, duas das Plêiades, e uma pequena constelação cujo nome tem de ser identificado intuitivamente.” (699)

9.            Os Avatares Cósmicos"... representam forças corporificadas dos seguintes centros cósmicos: Sírio e aquela das 7 estrelas da Ursa Maior que é animada pelo Protótipo do Senhor do 3o Raio, e o nosso próprio centro cósmico.”

a.            Somente uma vez um Ser de Sírio visitou nosso sistema: na época da individualização.
b.            Esses seres costumam aparecer somente na iniciação de um Logos solar. (723)

O Grande Sol Central é o centro do cosmo; o ponto de integração do Espírito para a matéria. O ponto de origem de toda criação física e espiritual; Quando nos referimos ao SOL e a seus atributos, precisamos dar ênfase a sua condição de centro da identidade do universo. Antes de o universo existir, ele era apenas uma promessa de ser, que dormia no seio mais profundo do ser divino e absoluto. Brahman.

Quando despertou, no início dos tempos, ficou estabelecido então, um ponto central, “O Grande Sol Central”, a partir deste centro, provém toda a Criação existente no universo. O GRANDE SOL CENTRAL é a manifestação física do Ser Absoluto, O Brahman, O Criador; O Principio do Universo de cuja essência tudo emana e para onde tudo volta.

O ESPAÇO CÓSMICO, é o grande ÚTERO receptor das vibrações e energias que provem do Grande Sol Central.

ESTE ESPAÇO CÓSMICO UTERINO acolhe e dá sustentação a todas as emanações de energia do Sol Central.

As GALÁXIAS foram geradas deste Grande Centro Solar e gravitam em seu torno. Elas são em si, também SÓIS CENTRAIS menores, com SISTEMAS SOLARES menores ainda, girando ao seu redor.

O Grande Sol Central e seu Grande potencial de energia, sustenta e provê todas as necessidades das galáxias que estão ao seu redor. O Sol de cada Galáxia sustenta e provê todas as necessidades dos sóis centrais dos SISTEMAS SOLARES. Tudo provem do centro do universo, tudo provem do UM CENTRAL, O GRANDE SOL CENTRAL.

Cada um destes SÓIS, são auto geradores de energia, através de suas polaridades positiva e negativa do ser, são Alfa e são Ômega incandescentes em seu interior, e que se esfriam na periferia.

Os SISTEMAS SOLARES, também possuem um SOL CENTRAL e um ESPAÇO UTERINO receptor, onde estão os PLANETAS. O SOL do nosso sistema solar é a Estrela Divina Sirius, SIRIUS é o SOL do nosso SOL. O SOL do SOL da Terra. 

O Sol do nosso Sistema Solar, o Sol da nossa Galáxia. Sirius é o foco do Grande Sol Central em nosso setor da nossa galáxia. O Sol físico carrega também a força espiritual das consciências de SER do Grande UM. A causa espiritual por trás do efeito físico que vemos como nosso próprio sol físico e que influencia a todas as outras estrelas e sistemas solares, visíveis ou invisíveis, incluindo cada filho e filha de Deus.

Os PLANETAS formaram-se pelo mesmo processo de esfriamento externo, um SOL CENTRAL e matéria gravitando ao seu redor.

O ÚTERO dos Planetas e principalmente agora falando da nossa mãe Terra, a GRANDE MÃE NATUREZA da Terra, recebe o comando e as vibrações da união entre o SOL no centro da Terra e a cadeia Solar. Desde o Sol Central e Sirus.

Seguindo o mesmo esquema da criação, sobre o PLANETA, surgiram os seres biológicos, ficando assim constituídos os MICROCOSMOS, que são uma nova dimensão do SER, gravitando também em torno de um SOL CENTRAL, que é de natureza atômica.

Esse SOL é o NÚCLEO DO ÁTOMO, que vibra no coração de todo ser vivente, e igual a todos os sois do universo e integra-se a realidade simultânea de toda a CADEIA SOLAR.

A CADEIA SOLAR ordena hierarquicamente segundo a ordem de grandeza dos sois que se sustentam ligados entre si pela inteligência superior e integrada pelo GRANDE SOL CENTRAL.

O MACROCOSMO gravita em torno do SOL CENTRAL da nossa Galáxia, SÍRIUS OU SÍRIO. Por SÍRIUS penetram as diretrizes da GRANDE LEI, do GRANDE SOL CENTRAL e passam pelo SOL DO NOSSO SISTEMA governados por HÉLIOS E VESTA até chegar a nosso planeta Terra e aos nossos corações.

O nosso coração é o nosso centro. As energias, consciência e diretrizes do Grande Sol Central, depois de transformadas por todos estes sóis que rebaixam esta energia até finalmente penetrarem o interior do Microcosmo do HOMEM até o CHAKRA SECRETO, atrás do chakra do coração, onde habita o nosso Eu Superior.

 Se recebêssemos esta energia diretamente do UM CENTRAL, seríamos destruídos completamente. É como se ligássemos toda a energia da hidroelétrica de Itaipu a um a pequena residência de uma cidade. Ela explodiria.

Cada vez que SÍRIUS vibra de uma determinada maneira, também o fazem simultaneamente todos os SOIS da CADEIA SOLAR, inclusive o SOL CENTRAL de cada ser humano, que é o seu próprio chakra central do coração.

O CORAÇÃO NÃO É SÓ O CENTRO GRAVITACIONAL DO HOMEM,
É TAMBÉM UM PONTO DE INTEGRAÇÃO COM A UNIDADE DO UNIVERSO.

O Grande Sol Central está ligado a nós de 3 maneiras principais:

1º Primeiramente pelo ESPÍRITO. Esta é a vontade do Pai. O Espírito do Pai é a sua "Santa Verdade Universal", é isto que nos move e nos dá a razão e a consciência para agirmos e sermos uma expressão individual e única na vida. O Pai nos da a capacidade de sermos únicos através de seu Espírito Santo.

2º A ENERGIA VITAL que desce pelo cordão de cristal diretamente do UM no Centro do Universo até a nossa Presença de Deus, o EU SOU O QUE EU SOU, e acende nossos chakras com a Harmonia, o Poder, o Amor e a Sabedoria divina em ação no homem, para podermos agir e sermos livres. Esta é a energia que o Pai nos dá para manifestarmos nossa individualidade no UM, servindo a comunidade de irmãos viventes.

3º A VIDA que está ao nosso redor. Toda vida emana energia do UM. Estamos conectados uns aos outros e ao UM, através de sua manifestação individual em cada um de nossos irmãos. Sendo o centro da Terra e o nosso SOL DE HÉLIOS, (o sol do nosso sistema solar) as manifestações mais fortes e significativas do UM que podemos encontrar à nossa disposição. Eles são o maior exemplo físico do Grande Sol Central que temos à nossa disposição.

O GRANDE SOL CENTRAL é o centro do cosmo e o ponto de integração do Espírito para a matéria. O ponto de origem de toda criação física e espiritual. É a manifestação física do Ser Absoluto, o Brahman, o Criador. O Principio do Universo de cuja essência tudo emana e para onde tudo volta.

O ESPAÇO CÓSMICO é o grande útero receptor das vibrações e energias que provem do Grande Sol Central. Este espaço cósmico uterino acolhe e dá sustentação a todas as emanações de energia do Sol Central.

As GALÁXIAS foram geradas deste Grande Centro Solar e gravitam em seu torno. Elas são em si, também SÓIS CENTRAIS menores, com SISTEMAS SOLARES menores ainda, girando ao seu redor.

O Grande Sol Central e seu infinito potencial de energia, sustenta e provê todas as necessidades das galáxias que estão ao seu redor. O Sol de cada Galáxia sustenta e provê todas as necessidades dos sóis centrais dos Sistemas Solares. Tudo provem do centro do universo, tudo provem do UM CENTRAL, O GRANDE SOL CENTRAL. Cada um destes SÓIS, são auto geradores de energia, através de suas polaridades positiva e negativa do ser. São Alfa e Ômega, incandescentes em seu interior, e que se esfriam na periferia.

Os Sistemas Solares, também possuem um SOL CENTRAL e um ESPAÇO UTERINO receptor, onde estão os PLANETAS. O SOL do nosso sistema é a Estrela Divina Sirius, localizado na Constelação Cão Maior. SIRIUS é o Sol do nosso Sol, o Sol da nossa Galáxia.

O Sol físico carrega também a força espiritual das consciências de SER do Grande UM. Influencia a todas as outras estrelas e sistemas solares, visíveis ou invisíveis, incluindo cada filho e filha de Deus. Lá está situado o centro administrativo da nossa Via Láctea. Na estrela Alpha de Canis Majoris (vulgarmente chamada de Sírius) encontra-se a estrela tríplice de SIRION, a qual e composta por:

SIRION - Poder executivo, dirigida por Sananda (Jesus) e Madalena.
ATRIX - Controle das informações e dos arquivos evolutivos para o Sistema Solar, dirigido pelo Mestre Kuthumi e Clara.
AVAARÁ - Representa a estrela do amor universal, para a nossa Via Láctea, dirigida pelo Mestre Maitreya.

A participação destes Mestres que aqui encarnaram limitava-se somente a evolução setorial do nosso sistema Solar, mas como a evolução desses magníficos Mestres superou as expectativas, eles obtiveram a permissão de coordenar outros centros evolutivos desta galáxia.

Os PLANETAS formaram-se pelo mesmo processo de esfriamento externo, com um SOL CENTRAL e matéria gravitando ao seu redor. GAIA, a grande mãe natureza da Terra, recebe o comando e as vibrações da união entre o SOL em seu centro e a cadeia Solar. Desde o Sol Central e Sirus.

No mesmo esquema surgiram os seres biológicos constituindo os MICROCOSMOS, que são uma nova dimensão do SER, gravitando também em torno de um SOL CENTRAL, que é de natureza atômica. É o NÚCLEO DO ÁTOMO que vibra no coração de todo ser vivente. É igual a todos os sois do universo, integrando a realidade simultânea de toda a CADEIA SOLAR.

Através de SÍRIUS penetram as diretrizes da GRANDE LEI, do GRANDE SOL CENTRAL. Passam pelo SOL DO NOSSO SISTEMA governados por HÉLIOS E VESTA até chegar ao nosso planeta e aos nossos corações.

O nosso coração é o nosso CENTRO SOLAR. As energias, consciência e diretrizes do Grande Sol Central, depois de transformadas por todos estes sóis que rebaixam esta energia, penetram o interior do microcosmo do homem até o CHACRA SECRETO, atrás do chacra do coração, onde habita o nosso Eu Superior. Se recebêssemos esta energia diretamente do UM CENTRAL, seríamos destruídos completamente. É como se ligássemos toda a energia da hidroelétrica de Itaipu a uma pequena residência de uma cidade. Ela explodiria.

Copyright © Grande Fraternidade Branca - 2004 -

www.grandefraternidadebranca.com.





Caminho IV - O Caminho de Sirius

 Este caminho é, de todos os caminhos, o mais velado nas nuvens do mistério. A razão deste mistério só será visível para o iníciado prometido embora uma pista para o segredo possa ser obtida se for percebido que, em um sentido peculiar e esotérico, o sol de Sirius e as Plêiades mantêm uma estreita relação entre si.

 É uma relação análoga à que a mente inferior mantém com a mente superior. A menor é receptiva ou negativamente polarizada à superior.
 Sirius é a sede da mente superior e mahat (como é chamada, ou mente universal) precipita a manifestação do nosso sistema solar através do canal das Plêiades.

 É quase como se um grande triângulo de energia mahatica fosse assim formado. Sirius transmite energia ao nosso sistema solar através dessa "Mãe da Geração”, a constelação prata, cuja voz é um sino retinindo e cujos pés passam levemente sobre o caminho radiante entre os nossos mundos e o dela.

Dentro do sistema solar, há uma correspondência interessante com esta interface cósmica na relação entre a disposição de Vênus, a disposição de nossa Terra e a corrente de Vênus em nossa disposição.

Chegar-se á à compreensão do antahkarana humano, ou seja, o caminho que liga a mente superior à inferior e que é construído pelo pensador durante o processo de evolução que ilumina esta matéria obscura.

Existe (em conexão com o nosso logos planetário) um antahkarana e, à medida que ele o cria e o constrói, ele faz parte do 4* caminho e permite a passagem da maior parte da nossa humanidade a este objetivo distante, tudo isto sem obstrução.

Uma pista para a natureza deste caminho e para a razão pela qual muitas das mônadas humanas procuram este fluxo específico de energia reside na correta compreensão da sugestão acima.

Os iniciados que trilham este caminho são principalmente os da 4ª e 6ª ordem. Como já salientado, este é o caminho que os “Senhores de Compaixão" mais frequentemente seguem e, neste momento, o Mestre egípcio e o Mestre Jesus estão se preparando para trilhá-lo.

 Os místicos do Ocidente, que vieram à encarnação durante os últimos mil anos, são um grupo peculiar de Egos, cujo impulso está em direção desta energia cósmica. Neste sistema, eles desenvolveram alguns reconhecimentos básicos e o “ecstasy " da mística ocidental é o germe latente dentro dele, que algum dia florirá diante daquele êxtase cósmico para o qual nós não temos ainda nome.

Êxtase cósmico e felicidade rítmica são os atributos do 4° caminho. É uma forma de identificação que é divorciada da consciência completamente. O motivo pelo qual a maioria dos filhos dos homens seguem este caminho está em sua posição numérica.
 Estas unidades do 4* reino, este volume da quarta hierarquia criativa neste 4* globo da 4* disposição em um sistema solar de 4ª ordem são inatamente compelidos a buscar este 4* caminho, a fim de se aperfeiçoarem.

 Eles são chamados de "alegres pontos de dança de devoção fanática." Este é o mais próximo que podemos chegar da verdadeira descrição. Eles também têm sido descritos como as "rodas giratórias que giram sobre si mesmas e encontram a porta aberta para a alegria perfeita."

A energia do Caminho IV chega até nós a partir de Sirius via Sol. Este deve ser entendido como uma cortina atrás da qual um dos signos do zodíaco se oculta.

As hierarquias relativas a este tipo específico de força cósmica se escondem sob os números 14 e 17. Isto servirá como uma completa fachada para o leitor mediano, mas vai levar ao aluno comprometido a dica necessária para produzir a iluminação.

O método através do qual o adepto se adequa para passar este caminho é chamado de movimento rotativo duplex ou “quadrilha rítmica".

O símbolo, que é o primeiro dado ao discípulo comprometido a estudar, mas que pode, no entanto, ser descrito, é uma dualidade de rodas interligadas rodando a ritmo elevado em direções opostas e produzindo um conjunto unificado.

 Estas rodas são retratadas como a manifestação de uma chama azul elétrica, girando com grande rapidez ao redor de uma cruz de braços iguais. A Cruz é retratada em fogo laranja com um círculo verde-esmeralda profundo, ardente, no ponto central onde os quatro braços da cruz se encontram.

O simbolismo destas cores liga este 4° caminho ao sistema solar que antecede este um. Naquele sistema, a infuência siriana foi mais potente que neste presente.

Não é possível adicionar mais a este assunto salientando-se que a qualidade obtida pelo adepto que trilha este caminho não pode ser revelada. Ela vem sob a influênca concentrada da energia que é identificada como um antakharana planetário. 

Não é permitido, portanto, afirmar qual é a sua qualidade específica já que implicaria em muita informação ao leitor inteligente relativa à natureza e objetivo do nosso logos planetário particular. 


Este texto é resultado de uma pesquisa, inspirado em vários mestres do assunto:
Alice Bailey – Astrologia Esotérica.
Trigueirinho e outros...

http://www.anjodeluz.net/fogo_cosmico/fogo_cosmico.htm



Pesquisado por Dharmadhannya
Psicoterapeuta Transpessoal

Este texto está livre para divulgação
desde que seja citada a fonte:

Postagens mais visitadas deste blog

PREVISÃO DE EMMNANUEL ATRAVÉS DE CHICO XAVIER PARA ABRIL DE 2018 : FALTAM APENAS 5 MESES

QUEM É O MESTRE HILARION DENTRO DA FRATERNIDADE BRANCA ?

DESCRIÇÃO ESPIRITUAL DOS CHAKRAS DO BRASIL