METAIS PESADOS QUE IMPEDEM A ASCENSÃO DO CORPO



Foto de Sri Haneeschy Swamy.

METAIS PESADOS QUE IMPEDEM
A ASCENSÃO DO CORPO

Jenny Schiltz
04/02/16

Recentemente os guias me revelaram porque o corpo físico está tendo tanta dificuldade em assimilar e integrar os códigos de luz que estão chegando. Eles disseram-me que, neste momento, todos nós estamos enfrentando uma questão muito crítica, à medida que estamos sendo bombardeados por metais pesados: em nossa água, em nosso alimento e em nosso ar.
Em primeiro lugar, eles me mostraram uma máquina de pinball, o modelo com muitos pinos de metal, que faz com que a bola voe em todas as direções. Os códigos de luz que chegam são a bola, deveria ser uma transição suave, mas, ao longo do caminho estão os pinos de metal que impedem o progresso. Os pinos de metal, conforme eles explicaram, são os metais pesados em nossos corpos.
Em seguida, eles me apresentaram um laboratório em que havia duas formas humanas, eles estavam rastreando o progresso dos códigos de luz nos corpos. Em uma forma, os códigos de luz simplesmente fluíam, atualizando-se fácil e naturalmente. A segunda forma tem a quantidade TÍPICA dos metais pesados encontrados em nossos corpos a partir da média de vida da Terra.
Os códigos não fluíam facilmente, eram impedidos de progredir devido aos metais pesados. A energia ficava estagnada e produzia mal-estar. Em vez de ser uma forma humana saudável, era cinzenta e a doença era visível. Foi o que me abriu os olhos e intensificou o próprio desejo de continuar a desintoxicação que comecei há vinte anos. Eles me revelaram isso, para que eu pudesse compreender como é grave esse problema para todos nós.
Os metais pesados no organismo podem provocar tonturas, palpitações cardíacas, perda de memória, fadiga, nervosismo, ansiedade, inflamação intestinal crônica que causa doença autoimune.
Eu ouço isso e o que vejo são algumas das maiores queixas do Processo de Ascensão. E se a nossa dieta, nosso ambiente e a falta de compreensão estiverem tornando tudo isso muito mais difícil para nós?
Não estou insinuando que a desintoxicação dos metais pesados farão desse processo algo extremamente fácil, porque as formas humanas no laboratório não continham uma mente, um ego e toda a programação que a vida na Terra traz. No entanto, que tal tornar isso mais fácil?
Assim como o universo faz, traz à minha porta informações que confirmam o que os guias me revelaram: um artigo publicado por Anthony William, “O Meio Médico na Desintoxicação dos Metais Pesados”:
Nesta era moderna, somos bombardeados por toxinas de toda espécie imaginável. Nossos corpos estão sujeitos a um ataque de perigosos produtos químicos, diariamente, a partir de coisas como a poluição do ar, plásticos e produtos de limpeza industrial, para não mencionar os milhares de novos produtos químicos introduzidos em nosso meio ambiente a cada ano.
As toxinas também saturam nossos reservatórios de água, caem do céu e se ocultam em nossos lares e locais de trabalho. Isso se tornou uma triste realidade da vida moderna. Todavia, se vocês estão enfrentando quaisquer dos sintomas acima, há uma boa chance de que uma determinada classe de toxinas seja a culpada. São conhecidas como metais pesados tóxicos.
A toxidade dos metais pesados – de metais como alumínio, cobre, cádmio, níquel, arsênico e chumbo – representa uma das maiores ameaças à nossa saúde e bem-estar. Embora a toxidade dos metais pesados seja bastante comum, geralmente não é diagnosticada. Isso se deve ao fato de que a toxidade dos metais pesados é um adversário ardiloso. Permanece bem oculta dentro dos nossos corpos, nunca se revelando, a menos que vocês procurem ativamente por ela.
Ele continua a escrever:
Embora as toxinas de todas os tipos sejam prejudiciais, os metais pesados se constituem em uma ameaça ímpar. Não somente são prejudiciais por si mesmos, mas eles são também uma forma de neurotoxina (um veneno que perturba a função nervosa e confunde o seu sistema imunológico). As neurotoxinas dos metais pesados podem inflamar e irritar nosso sistema nervoso central (principalmente nosso cérebro), provocando sintomas múltiplos, tais como perda de memória, confusão mental, fadiga e depressão.
Os metais pesados tóxicos também podem estimular inflamações no trato digestivo, ao liberar venenos em nosso intestino. Como se isso não fosse ruim o bastante, os metais pesados, além disso, servem como uma fonte de alimento para os vírus, bactérias, parasitas e outros patógenos em nosso organismo.
Por exemplo, os metais pesados podem servir como base de alimentação para Streptococcus A ou B, E. Coli, C. Difficile, H. Pilori e células de levedura. Isso pode produzir um crescimento exagerado de múltiplas bactérias em seu intestino, o que resulta em uma condição conhecida como SIBO (proliferação bacteriana do intestino delgado), que se caracteriza por inchaço, dor abdominal, diarreia, constipação (ou ambos), e pode levar a deficiências nutricionais.
Adicionalmente, quando os vírus de Epstein-Barr e do herpes zóster se alimentam de metais pesados tóxicos, podem produzir sintomas como formigamento, dormência, fadiga, ansiedade, palpitações cardíacas, zumbidos nos ouvidos, tonturas e vertigens, bem como dor no pescoço, no joelho, no pé, na parte posterior da cabeça e uma variedade de outras dores que são muitas vezes atribuídas a outras causas.
Ao ler suas recomendações de como desintoxicar os nossos corpos, percebo como são ineficientes os programas de desintoxicação, em sua maioria.
No mundo moderno, o acúmulo de metais pesados e de outras toxinas, junto aos depósitos de mercúrio herdados é inevitável – esta é a notícia ruim.
A notícia boa é que é relativamente fácil se livrar dos metais pesados que vocês podem já ter acumulado (geracionais e recentes) e existem passos que vocês podem dar para minimizar a sua futura exposição.
Ao acrescentar o seguinte time de estrelas de alimentos à sua dieta e serem diligentes em seus esforços para consumi-los, irão percorrer um longo caminho para livrar o seu organismo dos metais pesados:
. Espirulina (de preferência do Havaí): essa alga azul-esverdeada, comestível, extrai metais pesados do seu cérebro, sistema nervoso central e fígado, e absorve os metais pesados retirados pelo suco do extrato em pó da grama de cevada. Tomem duas colheres das de chá misturadas com água, água de coco ou suco.
. Suco do extrato em pó da grama de cevada (Barley grass juice extract poder): essa grama nutritiva tem a capacidade de atrair metais pesados do seu baço, trato intestinal, pâncreas, tireoide e sistema reprodutor. Prepara o mercúrio para a absorção completa pela espirulina. Bebam 1-2 colheres das de chá misturadas à água de coco ou suco.
. Cilantro: vai fundo em lugares de difícil acesso, extraindo os metais do passado (por isso é ótimo para aquele mercúrio herdado, que vocês estão carregando!). Misturem em um copo com “smoothie” ou suco, ou acrescente à salda ou ao guacamole.
. Amoras silvestres (apenas as do Maine): Atraem metais pesados do tecido cerebral, curando e reparando quaisquer lacunas produzidas pela oxidação, quando os metais pesados são removidos. É importante utilizar-se amoras silvestres (blueberries), porque elas possuem fitonutrientes únicos com capacidades desintoxicantes especiais. Os potentes antioxidantes das amoras silvestres ajudam a reverter qualquer dano oxidativo deixado pela remoção dos metais pesados. Isso é importante principalmente para o tecido cerebral – de fato, as amoras silvestres são o alimento mais poderoso para deter ou em alguns casos reverter a doença de Alzheimer e a demência. Comam pelo menos uma xícara diariamente. Nota: embora as amoras cultivadas sejam nutritivas, elas carecem da capacidade das amoras silvestres de atrair os metais pesados.
. Algas “dulse do Atlântico”: Além do mercúrio, essas algas comestíveis se ligam ao chumbo, alumínio, cobre, cádmio e níquel. Diferentes de outras algas, a “dulse do Atlântico” é uma força poderosa para remover o mercúrio por si mesma. Entram em lugares profundos, ocultos, do trato digestivo e do intestino, procurando pelo mercúrio, ligando-se a ele, e nunca o soltando até que deixe o organismo. Comam duas colheres das de sopa de flocos diariamente, ou uma quantidade igual de tiras, se estiver sob a forma de folha inteira. Nota: Como as algas vêm do mar, se vocês ficarem preocupados quanto a se elas têm mercúrio, estejam cientes de que elas não vão liberar nenhuma quantidade de mercúrio, que possam possuir, no seu corpo. Elas não soltam o mercúrio enquanto fazem o seu trabalho e até se agarram a outros metais ao longo do caminho e os levam para fora também. “Atlantic dulse” é uma parte crítica da equipe porque pode passar muito tempo perto da linha de chegada (isto é, nosso cólon), aguardando por outros alimentos que foram agarrando metais pesados ao longo do caminho. Serve como apoio de emergência, ajudando a garantir que todos os metais pesados que fizeram isso até o cólon realmente deixem o organismo.
Esses cinco alimentos constituem a sua melhor ação ofensiva contra os metais pesados, e conforme vocês podem observar, cada um deles tem os seus pontos fortes desempenhando papéis ligeiramente diferentes no processo de desintoxicação. Por si só, cada participante individual não é cem por cento eficaz, mas como uma equipe, eles são a sua arma secreta anti-metais pesados!
Eis o resumo do artigo todo. É muito informativo e definitivamente vale a pena ler:
É importante que assumamos o controle de nossa energia e do nosso corpo. Muitos estão tentando arduamente, perdidos nos testes físicos e mentais desse processo. Espero que este artigo os ajude.
Disseram-me que a desintoxicação do corpo leva um tempo considerável, e depois precisamos de um regime diário para fazer com que os metais que adquirimos na vida deixem o organismo antes de se estabelecerem em nossos órgãos.
Envio-lhes todo o amor e bênçãos com que vocês possam lidar.
Jenny

Postagens mais visitadas deste blog

QUEM É O MESTRE HILARION DENTRO DA FRATERNIDADE BRANCA ?

SINTOMAS CAUSADOS PELAS NOVAS ENERGIAS

DESCRIÇÃO ESPIRITUAL DOS CHAKRAS DO BRASIL